Rosangela_Aliberti

"Se a Arte tocar em algum ponto do homem é sinal que alcançou seu objetivo" (r_a)

Textos


CARTA DE AMOR À ESPERANÇA

Caro leitor, a luz apagou!?!

O quarto está mergulhado no ébano, entre a chuva, raios e relâmpagos penso sobre os fatores próximos para encontrar a esperança e semear novas esperanças... penso na entrada de Jesus (simbólica ou não) na cidade de Jerusálem, penso na Igreja, penso por que os antigos negros precisaram esconder Yansã por trás de Santa Bárbara...? penso no quanto as pessoas procuram a disposição para recriar as reconciliações... e nos fatores que trazem a Paz dentro da casa do coração.

Hoje recusei acompanhar meu pai a um jogo de fubetol entre duas torcidas nesta cidade rivais por natureza. Não entendo o por quê de tudo isto?

Lembro-me da última vez que assisti um desfile das Campeoníssímas entre as Escolas de Samba em São Paulo, ao liberarem os locais especiais, ´deitei e rolei´ na avenida gritando: - É da ´Fiel´! (apesar de ter nascido no berço do ´Verdão...´).

Meu coração é: FIEL a todos movimentos que remetam à PAZ.

Não a paz que sai através da junção de três pequenas letras, mas a PAZ que aciona Atitudes de Paz, o dia em que as duas torcidas comemorarem os jogos em Paz eu com certeza estarei na arquibancada no momento espero e reflito noutra palavra: ESPERANÇA, neste domingo de Ramos...

A E S P E R A N Ç A é: cor de Esmeralda, mas também pode estar plumas pardo avermelhadas sendo recém-saída do bico amarelo do Sábia-laranjeira; a esperança é Pacata, Paciente, Pacificadora, Pedra-imã, magnetita, refazedora dos que se contorcem observando mais os pés de galinhas aqui acolá, se esquecendo da sabedoria das rugas do coração; a esperança é alavanca - o Pé de cabra - renovador dos projetos, Peixe-voador que salta acima das águas alcançando as grandes distâncias. A esperança agora está dando as mãos para a letra ´e´ n o v a m e n t e  creio porque bate no coração das pessoas que possuem a percepção das Esfinges... o seu curso é Enigmático readquirido conforme a necessidade, os pressentimentos são fixos tal qual as cataleias que dividem o espaço entre as árvores na mata virgem, em um jardim ou num quintal. A força da palavra ESPERANÇA é Esmagadora! desabando os parasitas reais, a esperança mexe na terra... caminha nas solas dos pés... quebra as unhas de quem tem gosto em mostrar as garras, pois quem leva a esperança não carrega o esmalte apenas nos dedos, mas nos lábios do Coração.

A esperança tem a ver com a diversidade da cor das gérberas; a delicadeza da íris branca ou lilás ao deixar de lado a inveja da prima orquídea; a generosidade do lírio de são José, o toque aveludado do jasmim; a humildade que brilha nos campos de margaridas, trigo, girassóis...; o perfume do lírio do vale; o prazer visual do nenúfar; a presença dos gladíolos em meia estação; o caratér de uma reunião solidária dos jacintos presos num só ramo; a esperança aparece uma vez por ano nos narcisos para recordar os homens a queda do narcisismo, pois transmissores de esperança desejam ver as outras pessoas felizes espalhando epidemias espanholas de fator anti-gripal. A esperança grita: Olés! sem encostar a ponta da espada no lombo dos touros que ficam irritados quando os homens os constrangem no meio de uma arena. Os chapéus dos homens de esperança não voam de contentamento nos rodeios absurdos, porque a esperança comunga com o movimento ascendente e descendente dos pomos-de-adão daqueles que tem prazer em ver as outras pessoas sorrindo (sem a satisfação nos olhos do humor negro).

Quem abre páginas de esperança no dicionário da vida semeia palavras estimuladoras espelhando atitudes para a propulsão dos sonhos de outrem consequentemente atraindo bons fluidos para si mesmo.

Rara avis in terris*? Tantas cabeças, quantas opinões...

A esperança Ri! com erre maiúsculo, é Rampa, é Raio de sol, é Rainha-mãe tendo como filhos os Rajás.

A esperança é Amiga, não é Nacionalista tem sabor UNIVERSAL.

Quando a esperança não encontra na língua portuguesa uma letra que caiba o cedilha na inicial soa com dois ésses... ésses de Santíssima dando cabo de chuvas de saraivas desencadeando torrentes de gesto de Amor.

ESPERANÇA palavra cujo prefixo de espera pode ser celebrado... infinitas vezes... ESPERANÇA palavra-chave nos 365 dias do ano, através dos desejos sinceros que os bons ventos sempre possam nas ramificações neuronais vibrar as folhas de vida dos corações pelos quatro cantos do Planeta. 

A ESPERANÇA mantém a juventude no interior dos pensamentos, mesmo nos dias em que o coração acorda: preto e branco.


Nota*do latim: Raris avis in terris = Ave rara na terra

São Paulo, 20.III.05
Fotografia: Gerd Puetzer





Rosangela Aliberti
Enviado por Rosangela Aliberti em 20/03/2005
Alterado em 09/09/2005


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras